Programa Preliminar

1º Dia – Quinta-feira – 26/Out/2017

14h - 17h

Credenciamento

17h

Abertura EXPO COINS

18h30

Welcome Coffee

19h

  • Cerimônia de Abertura COINS 2017
  • Apresentação das Delegações

20h

Palestra Magna de Abertura
PM1: Planejamento e Estratégia para o Empoderamento do Secretariado dos Novos Tempos: O Futuro começa Hoje
Daniel Luz – Sorocaba/SP

2º Dia – Sexta-feira – 27/Out/2017

8h30 - 10h - Atividades Simultâneas

P1: Empreendedorismo Secretarial: da Assessoria à Gestão
Simara Rodrigues – Brasília/DF

Síntese:
O ato de empreender vem ganhando força nos últimos anos. Em parte, resultado dos fatores econômicos, mas também pela mudança de atitude e comportamento das novas gerações. Seja como for, é preciso certa cautela. Isso porque poucas pessoas realmente sabem do que se trata o empreendedorismo e como ele pode contribuir para a carreira. Muitos ainda não sabem ao certo os motivos que os levam a tomar essa atitude, que para muitos têm sido provocada pela insatisfação ou pelo desemprego, gerando em paralelo uma crise de sentido. É para ir da reflexão à prática que Simara Rodrigues abordará este assunto no COINS 2017 e proporá uma discussão sobre como podemos passar da fase de execução para a gestão, com um olhar focado nas oportunidades, possibilidades e no posicionamento efetivo.


M1: Pool de Secretários: saber ser, estar, fazer e conhecer. Você sabe?

Debatedoras:
Ellen Camargo – São Paulo/SP

Luana Lopes – São Paulo/SP
Mediadora
Lucinea Castro
– São Paulo/SP

Síntese:
O pool de profissionais de secretariado teve seu auge no final dos anos 1980 e início dos anos 1990, e hoje, no atual quadro do cenário econômico brasileiro, retorna como uma possibilidade de empregabilidade para o Secretariado nas corporações e cuja principal função é contribuir com a minimização dos impactos econômico-financeiros das empresas. Para que ele flua dentro de uma organização é necessário ter uma equipe competente que possa estruturá-lo, levantando as necessidades dos clientes diretos e indiretos, estabelecendo métricas para que se possa atingir ao esperado desse pool, fluxogramas, indicadores de desempenho, padronização de sistemas e métodos, entre outros, os mesmos usados na implantação de um novo departamento dentro de uma empresa. Nesta mesa redonda, Ellen Camargo e Luana Lopes colocarão em debate suas percepções sobre o tema em questão e contarão com a intermediação da Assistente Executiva Lucinea Castro.


P2: Indicadores de Desempenho para a área Secretarial
Bete D’Elia – São Paulo/SP
Case –
Denise Zaninelli – São Paulo/SP

Síntese: Um dos desafios atuais do Profissional de Secretariado é mensurar e dar visibilidade aos resultados gerados para as empresas. A inexistência desses indicadores de resultado gera inúmeros prejuízos. Para o profissional, desmotivação, falta de visibilidade da importância da sua atuação e o sentimento de não pertencer ao todo empresarial. Para os gestores e as empresas, inexistem parâmetros para valorizar e mensurar as atividades, identificar a evolução, ocasionando que esse profissional seja excluído de muitos programas da organização, como participação nos resultados e similares. O assunto é amplo, complexo e representa uma das nossas bandeiras atuais. O objetivo de Bete D’Elia nesta palestra será de apresentá-lo e aguçar nos participantes a reflexão sobre esse tema que merece ser discutido e aprofundado.


P3: Ética e Estética: saberes para o Empoderamento do Secretariado (Palestra Científica)
Maria do Carmo Todorov – São Paulo/SP
+ Apresentação de 2 Artigos Científicos Aprovados

Síntese: Nesta palestra, Maria do Carmo Todorov mostrará como a Ética e a Estética podem ser saberes para o empoderamento do Secretariado. Ética é um dos valores essenciais para a relação humana. Pensar certo é estar disponível para rever os próprios conceitos e reconhecer o direito de mudar de ideia, mas nossas escolhas se esquecem de levar em conta a racionalização e deixamos nos levar pelo afeto, calor das emoções e fazemos escolhas equivocadas, com consequências. Por outro lado, a estética costuma nos lembrar de beleza ou tratamento de beleza, mas na verdade não necessariamente tem a ver com beleza. O significado da palavra estética vem do grego (aisthesis) = “faculdade de sentir” ou “compreensão pelos sentidos”, “sensibilidade”. É um processo de sensibilização diante da existência. Devemos ser educados e tocados para perceber o mundo de forma extasiante, da admiração. Onde há ser humano, há problemas. Necessário se faz normas, leis, legislações. Qual seria o trato mínimo que devemos ter nas relações humanas?


P4: Apresentação de Artigos Científicos Aprovados

Síntese: Nesta sala serão apresentados alguns dos artigos submetidos pelos pesquisadores, estudantes e profissionais ao COINS 2017 e aprovados pela Comissão Científica da Associação Brasileira de Pesquisa em Secretariado (ABPSEC),

11h - 12h30 - Atividades Simultâneas

M2: Secretariado em contexto de diversidade: inovar para protagonizar

Debatedores:
Enoque Raposo – Boa Vista/RR
Moacir Rauber – Florianópolis/SC
Mediador:
Bruno Américo – Macapá/AP

Síntese: Nesta mesa redonda, Moacir Rauber e Enoque Raposo, com a mediação de Bruno Américo, debaterão sobre como o profissional de Secretariado será capaz de se tornar protagonista e inovar no espaço organizacional, considerando o atual contexto de múltiplas diversidades (sexual, religiosa, cultural, social, econômica e política). Na percepção de Rauber (2017), “espera-se que um profissional de secretariado, antes de apresentar as competências para secretariar no ambiente organizacional, saiba intrassecretariar”. Para Raposo (2017), o “interesse de trabalhar em prol do reconhecimento cultural é desafiador porque parte do complexo que inclui o conhecimento, as crenças, a arte, a moral, a lei, os costumes e todos os outros hábitos e capacidades adquiridos pelo homem como membro da sociedade”.


P5: Gestão Financeira: planejamento, controle, planilhas e rotinas do Secretariado
Odete Reis – São Paulo/SP

Síntese: A demanda do Profissional de Secretariado contemporâneo é ser, cada vez mais, polivalente; somando os desafios para o sucesso profissional e também pessoal. Em meio a essa turbulência, buscam ainda obter qualidade de vida no presente e garantir o futuro financeiro tranquilo. Em seu dia a dia de trabalho, no calor das multifunções, não encontram tempo para obter essa tranquilidade e bem-estar que tanto almejam, esquecendo-se que tudo depende de suas ações, atitudes e aprendizados novos; que precisam dizer mais $IM para seus sonhos e transformá-los em objetivos e metas tangíveis de curto, médio e longo prazo. Nessa palestra, Odete Reis convidará os participantes a fazerem uma reflexão de como estão lidando com seus sonhos, seu dinheiro e seus desafios diários. O objetivo é conscientizar, dar suporte e conhecimento para que o Profissional de Secretariado seja gestor de suas finanças pessoais, profissionais e seus investimentos. Serão apresentadas ferramentas e informações de planejamento financeiro e controle na rotina do Secretariado para fortalecer os valores: poupança, disciplina, planejamento, organização e investimentos.


P6: Gestão de Projetos: o que o Secretariado precisa saber?
Ana Paula Marinho e João Bonifácio – São Paulo/SP

Síntese:
Nesta palestra, o foco será abordar as ferramentas disponíveis para gerir projetos de diferentes naturezas. Ana Paula Marinho, como Secretária Executiva, e João Bonifácio, como Gerente de Projetos, discutirão com os participantes sobre as competências que o mercado de trabalho valoriza no profissional de secretariado. Estarão juntos para multiplicar os conhecimentos e demonstrar uma importante união que indica forte tendência de oportunidade de valorização do trabalho do secretário. Mais que apenas questionar, o propósito é fazer com que os congressistas se sintam motivados em discutir assuntos relacionados à gestão, liderança e ética em projetos.


P7: Competências dos Profissionais de Secretariado em Diferentes Empresas (Palestra Científica)
Walkíria Gomes de Almeida – São Paulo/SP
+ Apresentação de 2 Artigos Científicos Aprovados

Síntese:
O profissional de Secretariado se desenvolveu ao longo dos últimos vinte anos e seu perfil sofreu alterações e, hoje, observa-se que ele atua como cogestor, empreendedor, assessor e consultor, trabalhando no operacional, mas com foco no resultado. As empresas estão cada vez mais exigentes no processo de seleção e buscam profissionais que tenham um elevado senso crítico, postura ética, capacidade de articulação e que desenvolvam competências específicas. Percebe-se que diante de um cenário empresarial agitado, com mudanças contínuas de tecnologia e negócios globais faz-se necessário ter vantagens competitivas por meio de competências (LEITE e PORSSE, 2003). Nesse sentido, o profissional de Secretariado pode contribuir através do desenvolvimento de competências essenciais ao negócio da empresa na qual atua. Portanto, Walkíria Almeida acredita que o desenvolvimento de competências pode contribuir com o processo de empoderamento e propiciar ao secretário um domínio maior na sua área de atuação.


P8: Línguas Estrangeiras & Multiculturalismo
Regina Rezende – Rio de Janeiro/RJ

Síntese: Nesta palestra, Regina Rezende proporá uma discussão sobre os pormenores existentes entre a proficiência em Línguas Estrangeiras & o multiculturalismo. Por meio de sua experiência como Supervisora de Voluntários dos Jogos Rio2016, área em que atendia a todas as delegações na Vila Olímpica, Regina teve a oportunidade de ampliar ainda mais sua visão sobre o multicultural nos diferentes espaços da vida.

14h - 15h30 - Atividades Simultâneas

P9: Interculturalidade: tendências e perspectivas de atuação para o profissional de Secretariado
Marcela Brito – Brasília/DF

Síntese: Atuar na profissão de secretariado executivo, em um mundo conectado e onde as fronteiras passaram a ser meramente simbólicas, é um instigante desafio para o profissional da área. Em um contexto onde gestores e organizações necessitam cada vez mais de um secretário executivo com potencial de iniciativa, atenção direcionada e perfil colaborativo para que a estrutura organizacional funcione devidamente, alguns atributos passam a ser fundamentais para a sobrevivência da profissão no futuro. Mais do que alguém que domine todas as ferramentas de trabalho, saiba nomes, memorize números de telefone e sobrenomes de parceiros, as instituições estão ávidas por profissionais com capacidade ímpar de filtrar demandas e criar soluções para os problemas de rotina e os mais estratégicos. Sim! O secretário executivo está atuando cada vez mais ao lado de seu executivo, intervindo nos momentos mais delicados, quando o olhar do executivo ou equipe passa por algum detalhe importante. Falar a coisa certa na hora certa é um atributo de um profissional com autoconfiança elevada, com domínio de seu papel na organização e, em definitivo, empoderado.


P10: Neurociência & Organização a serviço da Produtividade

Dra. Carla Tieppo – São Paulo/SP

Síntese: Já estamos vivendo o que se considera a Era de Ouro da Neurociência. E nesta era, que está sendo comparada à industrial, uma vez que parece ter a mesma força transformadora, muitos setores deverão aproveitar seus avanços. No mundo corporativo, várias descobertas da neurociência estão sendo empregadas na automação e no desenvolvimento de novos mercados e produtos. Surgem novos neuronegócios (Neurobusiness) todos os dias e a mídia está repleta de novas informações sobre as descobertas relacionadas ao cérebro. Porém, um dos setores que mais pode se beneficiar desta Nova Era é a gestão de recursos humanos. Dentro das corporações, este parece ser um dos pontos mais frágeis e imponderáveis do planejamento estratégico. Para desenvolvermos processos que irão certamente trazer resultados basta desenvolver estudos técnicos e acertar nas fórmulas. E mesmo que os gestores saibam disso, os investimentos no desenvolvimento de um setor de recursos humanos muito capacitados para executar todas as suas funções com competência nem sempre são prioritários. A razão pode estar no fato de que os resultados são difíceis de mensurar e sempre dependem de prazos maiores. Mas, para gerir é preciso conhecer. E a neurociência veio corroborar antigos ideais da psicologia, da sociologia, da filosofia e da antropologia e acrescentar novas formas de ver para ampliar este conhecimento.

P11: Educação a Distância
Marlene de Oliveira – Curitiba/PR

Síntese: A qualificação para o mundo do trabalho necessita que se desenvolva habilidades e competências necessárias ao desempenho profissional com nível de excelência. A educação articulada ao trabalho surge, então, como “preparação dos pobres, marginalizados e desvalidos da sorte para atuarem no sistema produtivo nas funções técnicas localizadas nos níveis baixo e médio da hierarquia ocupacional” (KUENZER,1992). As mudanças ocorridas a nível global com ampliação da capacidade dos sistemas de comunicação e processamento tecnológico de informação exigem a atualização também no uso da tecnologia. Neste aspecto, a Educação à Distância apresenta-se como alternativa para a educação profissional no país, incorporando as novas tecnologias de informação e comunicação (TICs). Com profissionais bem preparados para enfrentar as novas demandas geradas pelo desenvolvimento tecnológico da informação, o Estado e as organizações poderão oferecer melhores serviços a seus cidadãos.

P12: A configuração do Secretariado no contexto brasileiro: educação, atuação e organização da área (Palestra Científica)
Dra. Rosimeri Sabino – Aracaju/SE
+ Apresentação de 2 Artigos Científicos Aprovados

Síntese:
A exposição sobre “A configuração do Secretariado no contexto brasileiro: educação, atuação e organização da área”, fruto de tese de doutoramento, vai ao encontro das palavras de Heródoto, historiador grego, que entendia necessário “pensar o passado para compreender o presente e idealizar o futuro”. E é nesse presente que o COINS 2017 concentra os esforços de sua equipe e de seus participantes para fomentar discussões que vislumbrem melhores caminhos a serem seguidos pelo Secretariado. O tema a ser tratado pela Dra. Rosimeri Sabino apresenta o nascimento dessa profissão no Brasil, com os seus sujeitos e ações promovidas para que o campo secretarial viesse a receber uma preparação formal e uma organização dos profissionais em prol do reconhecimento pela sociedade. O conhecimento sobre como isso ocorreu promoverá reflexões acerca das condições inicialmente enfrentadas pelos profissionais de Secretariado e o potencial de adaptabilidade às mudanças sociais e organizacionais. Nesse contexto, a “visita” aos processos históricos que configuraram a profissão no Brasil torna-se um caminho necessário para a compreensão sobre os estágios já vencidos e outros a serem conquistados pelos profissionais de Secretariado com vistas ao empoderamento em âmbito pessoal e coletivo.

P13: O papel da comunicação intercultural para o Secretariado
Susana Casanova – Lisboa/Portugal

Síntese: O secretariado é uma função que, em qualquer organização, é essencial no apoio à equipa de gestão. Por norma, nem quando nas empresas ocorrem situações de downsizing costuma ser dispensado, tal não é a necessidade do seu desempenho para o bom funcionamento da equipa de gestão e das demais equipas. Um dos desafios causado pela globalização dos mercados passou, exatamente, a ter que ver com a constante necessidade de relacionamento formal com profissionais de outras culturas. Esta ocorrência veio reforçar o estudo das normas protocolares, por parte das equipas (secretariado e também da equipa de gestão), uma vez que o protocolo estará sempre presente no dia a dia profissional mesmo em organizações menos formais. Neste contexto, torna-se necessário estudar e compreender a comunicação multicultural e intercultural.

16h30 - 18h - Atividades Simultâneas

P14: Compliance: Faça o que é certo!
Eliane Gonçalves – São Paulo/SP

Síntese: Estamos vivendo um momento de profundas mudanças no mundo, em que o combate contra a corrupção e práticas ilícitas tem se intensificado e trazido resultados impactantes. Tendo isso em vista, as organizações passaram a perceber a importância e a necessidade de se prepararem para essa nova realidade. Cada vez mais, o mercado busca e valoriza a transparência e a ética, bem como as boas práticas de conduta corporativa. Compliance se tornou a palavra do momento, pois todas as empresas, que buscam sustentabilidade e perenidade dos negócios, precisam implementar ou aperfeiçoar os programas de integridade. Nesta palestra, Eliane Gonçalves contará um pouco sobre sua experiência nessa área e abordará os seguintes tópicos: Afinal, o que é compliance? Cenário internacional e nacional; Reputação organizacional; Pilares de um programa de Compliance; Competências necessárias para um profissional de compliance e oportunidades de carreira; Como o profissional de secretariado pode desempenhar um papel estratégico em Compliance?

P15: Imagem Pessoal e Profissional: Empoderamento para o Secretariado
Francine Garbelotti – Salvador/BA

Síntese: É a partir da sua história e de como você entende e trabalha a sua marca pessoal que encontramos maneiras de expressar sua competência profissional de forma consciente e que passa a ser visível a todos. E este entendimento se estende à vida pessoal e social. Ah! Não estamos falando de autoajuda ou truques. Mas de olhar-se de forma estratégica e usar técnicas de comunicação visual a seu favor e para seu bem estar. Mas como a imagem afeta o desenvolvimento profissional? Nossa imagem é a percepção e julgamento que os outros têm sobre nós, de acordo com a forma como nos mostramos visualmente e, assim, nossa imagem pode ser uma comunicação positiva ou não. Você já pode perceber, então, que sua marca pessoal pode ser um aliado bastante afirmativo no ambiente de trabalho. Você precisa, portanto, ter domínio sobre esta forma relevante de comunicação! São alguns desses tópicos que serão abordados na palestra de Francine Garbelotti e irão auxiliar em sua jornada de sucesso. Vamos valorizar nossa imagem? Posso antecipar-lhe três coisas fundamentais e que, ao final da nossa conversa, você terá em mente para empoderar sua imagem: enxergar-se como marca, saber suas qualidades e valorizá-las. Tudo aliado ao bom senso.

P16: Participação do Secretariado na Gestão de Eventos
Solange Giorni – Belo Horizonte/MG

Síntese: Já sabemos que os eventos impactam diretamente a vida econômica das Organizações, e com o aumento da sofisticação e suntuosidade exigidas atualmente, necessitam que na sua realização tenham profissionais especializados, capacitados e com imensa responsabilidade. Sendo assim, vamos ressaltar que o profissional de Secretariado, graças às suas inúmeras habilidades e competências, tem totais condições de gerir e coordenar um evento corporativo. Porque coordenar um evento é algo para profissionais, que devem estudar e entender os conhecimentos históricos, conceituais e técnicos para a sua aplicação. Eles devem assimilar o evento como uma estratégia de mercado para as Organizações, e por isso precisam ser pessoas com formação generalista, ou seja, que possuam senso de organização e controle, percepção das novas tecnologias, criatividade, entendimento de diversidades culturais, conhecimento amplo dos processos de gestão, aptidão nas relações interpessoais e competência ética. É como já dizia Platão: “Ética sem competência não se instala; competência sem ética não se sustenta”. E tudo isso é peculiar ao Secretário! Evento não tem fim, até porque ele é um acontecimento; sempre haverá algo ocorrendo no mundo corporativo e social.

II Simpósio Nacional de Educação em Secretariado: Reunião do Grupo de Trabalho Nacional – GTN
Moderadoras:
Isabel Cristina Baptista e Dra. Rosimeri Sabino

Síntese:
Criado e realizado pela primeira vez no COINS 2015, em Santos/SP, por incentivo da Dra. Rosimeri Sabino, este Simpósio terá por objetivo apresentar as atividades realizadas ao longo destes últimos 2 anos no Brasil, pelo Grupo de Trabalho Nacional (GTN). O objetivo de tal Grupo é mobilizar especialistas, profissionais de secretariado atuantes no mercado de trabalho, nos setores público e privado, estagiários e professores, que tenham interesse em participar do desenvolvimento de proposta de um novo modelo de formação e identificação de práticas inovadoras de atuação profissional. Além disso, promover debate e troca de experiências sobre a profissão, identificar iniciativas e implementar ações que promovam o fortalecimento da categoria em nível nacional .

M3: O idioma como Fator de Empoderamento

Debatedoras:
Glòria Gratacòs Barcelona/Espanha
Nayara Bermudez – Nova Iorque/EUA
Mediadora:
Manuela Rodriguez – São Paulo/SP

Síntese: A baixa proficiência em um segundo idioma sempre se apresentou como uma muralha que separa muitos profissionais das oportunidades de emprego mais atrativas. Para profissionais de Secretariado, sobretudo, a deficiência ficou ainda mais evidente quando no início da década de 1990 o mercado passou a adotar a palavra “bilíngue” na nomenclatura do cargo, categorização que excluiu muitos profissionais que não falam uma segunda língua. Para as organizações globais, o Inglês (ou outros idiomas – Espanhol, Francês, Alemão, Italiano, Madarim etc.) é apenas o instrumento com o qual o profissional terá acesso ao ambiente internacionalizado da instituição. É nesta direção que Nayara Bermudez e Glòria Gratacòs, por intermediação de Manuela Rodrigues, debaterão na mesa redonda “O idioma como Fator de Empoderamento”.

18h - 18h40

1º Fórum Nacional dos SecretáriOs (Capacidade da Sala Esgotada)

Moderador:
Fernando Camargo – São Paulo/SP

Síntese: 
SecretáriOs?  Será que escreveram errado? Homens podem exercer a profissão? Hoje, estes são questionamentos ainda um tanto quanto comuns… E você conhece um Secretário? Já teve a oportunidade de conversar com algum? Pois bem, este ano no COINS a ideia é falar um pouco sobre o “SecretáriOs” e porquê esse grupo foi criado. Não, não é o “clube do bolinha”, fiquem tranquilos. No 1º Fórum Nacional dos SecretáriOs, que terá como moderador Fernando Camargo, a ideia é conversar sobre: Gênero; A importância da diversidade; O intercâmbio de competências. Participem conosco destas discussões!

3º Dia – Sábado – 28/Out/2017

9h

Café da Manhã

9h30 - 11h

Palestra Magna de Encerramento
PM2:
Protagonismo e Identidade Profissional: Diferenciais do Secretariado do Futuro
Prof. Eugenio Mussak – São Paulo/SP

11h - 11h30

Café & Networking

11h30 - 12h

  • Resoluções do Congresso-Carta de São Paulo
    Atividade de Encerramento
    Sorteio de Brindes

Atenção!

O nosso compromisso é fornecer a discussão e o estudo de temas e casos relevantes por palestrantes habilitados. Eventuais alterações serão decorrentes de caso fortuito ou força maior. Na eventualidade de algum palestrante não comparecer, substituiremos o especialista ausente por outro apto a promover a discussão do tema conforme programado.

Compartilhe!